Planejar o ano

Antes de janeiro chegar, o empreendedor deve reavaliar o desempenho da empresa em 2017 e planejar o ano que vem chegando. Uma boa ideia é preparar uma listinha com perguntas sobre os últimos meses e metas para o que está por vir.

Empreender exige resiliência. Muitas vezes, o dono de empresa pode ficar desmotivado diante de tanto trabalho. O final do ano pode ser um gatilho para o desânimo quando os resultados não são tão bons quanto o esperado. Além disso, os meses de dezembro e janeiro costumam vir acompanhados de uma série de contas a pagar, como décimo terceiro de funcionários e IPTU.

Para fazer um balanço do ano que passou, o empreendedor deve responder quatro perguntas.

Perguntas para planejar o ano

1 – Atingi meus objetivos?

Liste todos os objetivos que tinha no início de 2017, desde os maiores, como abrir uma filial da sua empresa, até os menores, como melhorar o relacionamento com funcionários ou terminar o ano sem dívidas. Mesmo que a balança fique negativa e seja desanimadora, você terá mais visibilidade para identificar no que errou.

Primeiro, você poderá descartar os objetivos que são inalcançáveis, o que evitará frustrações no futuro. Em seguida, poderá refazer seu planejamento para, quem sabe, ter um saldo positivo em 2018.

Você alcançou todo os objetivos? Agora é só comemorar e sonhar ainda mais alto!

2 –  Quais erros cometi?

Quando objetivos não são alcançados, logo pensamos que a culpa é nossa. É preciso ter em mente que empreender é uma tarefa desafiadora e que prejuízos ocorrem, mesmo quando nos esforçamos para fazer tudo direito. No entanto, manter um negócio também é um aprendizado que ficará mais fácil se você reconhecer os seus erros.

Identifique os erros que cometeu e pense no que poderia ter sido diferente. Fugir dos problemas não irá te levar a lugar algum, mas encará-los de frente sim. Se tiver uma equipe, convide todo mundo para uma reunião de final de ano. Pergunte o que eles acharam do trabalho e o que pode ser melhorado.

Ouvir a sua equipe, assim como o feedback de clientes e amigos irá te ajudar a definir quais atitudes mudar. Fui muito intolerante com os funcionários? Fui muito permissivo? Evitei tomar riscos que eram importantes? Me descuidei do financeiro? Fiquei muito ausente da empresa? Estou controlando demais os processos?

3 – Quais serão minhas novas metas?

Após rever os objetivos que não foram alcançados e os erros que foram cometidos, chegou a hora de planejar o ano e as novas metas. Esse é o momento mais importante do seu final de ano, pois ele definirá o tom dos meses que estão por vir. Tire um período para se preparar: faça planilhas, organize as metas em blocos de notas adesivas de cores diferentes ou crie cartazes e espalhe pela casa.

O sucesso de uma empresa depende diretamente do planejamento em todos os sentidos: financeiro, administrativo, gestão de pessoas, relacionamento com clientes e assim por diante. Trace metas realistas, assim como as estratégias para alcançá-las. Além de aumentar suas chances de sucesso, esse exercício te deixará muito mais motivado para o próximo ano.

4 – O que conquistei ao longo do ano?

Empreender no Brasil é um ato de coragem e merece ser comemorado. Liste todas as suas vitórias, tanto as grandes quanto as pequenas — mesmo que a principal delas tenha sido a abertura do negócio. Valorize seu trabalho.