pessoas dando a mão

Se você precisa de dinheiro para lançar sua empresa, vale a pena recorrer ao crowdfunding. No Brasil, esse tipo de campanha para arrecadar fundos também é conhecida pelo nome de financiamento coletivo. Cada pessoa interessada no projeto contribui com a quantia que couber no bolso. Em troca, pode receber uma primeira versão de um produto, participação nos lucros da empresa ou outras recompensas.

Campanhas de crowdfunding são realizadas em sites específicos para isso. No Brasil, há opções como o Catarse, o Benfeitoria e o Vaquinha Social. Lá fora, o mais conhecido é o Kickstarter. Quando você for colocar a campanha no ar, é preciso estabelecer uma meta de arrecadação e especificar onde vai aplicar esse dinheiro. Se o seu objetivo é lançar um livro, por exemplo, e precisa de R$ 18 mil para imprimir as 1.000 primeiras cópias, você deve mostrar quanto dele vai para cada parte do processo, como revisão do texto, impressão e arte para a capa.

Há vários tipos de campanhas de crowdfunding. Sites como o Catarse disponibilizam as opções “Tudo ou Nada” e “Tudo Ajuda”. Na “Tudo ou Nada”, você só recebe o dinheiro se a meta for atingida. Por exemplo, se a sua meta é conseguir R$ 50 mil em 15 dias, só irá receber os fundos caso arrecade essa quantia ou valor superior. Se tiver arrecadado menos do que isso após o fechamento do crowdfunding, todas as pessoas que colaboraram recebem o dinheiro de volta.

Na campanha “Tudo Ajuda” você não precisa arrecadar 100% da verba para ter direito ao dinheiro. Se o seu objetivo for R$ 50 mil e só conseguir R$ 35.000, tudo bem, você recebe essa quantia para dar início ao seu projeto. No entanto, é preciso especificar com clareza onde irá aplicar o dinheiro.

No que diz respeito às recompensas para os investidores, também há diferentes tipos de crowdfunding. Escolha o que melhor se encaixa no seu modelo de negócio para começar a brilhar logo.

Tipos de crowdfunding

Recompensa

Esse é o tipo de crowdfunding mais comum no mundo e principalmente no Brasil. Nesse caso, quem contribuiu tem direito a receber recompensas de acordo com a quantia que doou.

O primeiro passo é criar a campanha para arrecadar fundos para seu projeto. Deve-se estabelecer a meta e explicar por que precisa desse dinheiro e o que fará com ele. Quanto mais bem explicado, melhor, pois mais pessoas se sentirão estimuladas a contribuir.

Depois, é preciso estabelecer valores a serem doados e recompensas específicas para cada um deles. Para lançar um livro com meta de R$ 18 mil, é possível oferecer, por exemplo, as seguintes recompensas:

R$ 5: Agradecimento no livro.

R$ 15:
– Agradecimento no livro;
– PDF antecipado dos três primeiros capítulos.

R$ 35:
– Agradecimento no livro;
– PDF antecipado dos três primeiros capítulos;
– 1 exemplar do livro físico.

R$ 70:
– Agradecimento no livro;
– PDF antecipado dos três primeiros capítulos;
– 1 exemplar do livro físico;
– Camiseta.

R$ 100:
– Agradecimento no livro;
– PDF antecipado dos três primeiros capítulos;
– 2 exemplares do livro físico para presentar o seu amigo;
– Camiseta.

R$ 200:
– Agradecimento no livro;
– 5 exemplares do livro físico;
– Convite para a festa de lançamento;

R$ 600
– Agradecimento no livro;
– PDF antecipado dos três primeiros capítulos;
– 15 exemplares do livro físico;
– Camiseta;
– Convite para a festa de lançamento.

Doação

Esse tipo de crowdfunding é sem recompensa e, geralmente, é promovido por instituições de caridade. Pessoas contribuem apenas por acreditar na causa e não na expectativa de receber algo em troca. No entanto, é recomendado oferecer recompensas simbólicas, como agradecimentos ou certificados de contribuição.

Investimento

Nesse caso, quem contribui financeiramente não recebe recompensas, e sim participação nos lucros futuros da empresa, se tornando sócio dela. Ou seja, a o contribuinte se torna um investidor, e não um consumidor de produto.

A participação nos lucros será definida de acordo com o total investido. No Brasil, há plataformas como a EqSeed, onde você pode se inscrever para captar recursos para a sua startup.

Para captar recursos, é preciso explicar seu projeto e definir uma meta de arrecadação. Investidores interessados devem se cadastrar na plataforma para entender quanto podem investir e qual porcentagem da startup irão receber em troca.