criar um site

Foto: Istock/Getty Images

Por exemplo, se você tem uma empresa de jardinagem chamada “Jardim da Rosa”, o endereço da sua empresa deverá ser www.jardimdarosa.com.br. Esse domínio deve ser registrado no site Registro.br, que é o órgão responsável por regulamentar os endereços de internet no Brasil.

Criar um site para a sua empresa pode ajudar a promovê-la e a conquistar a confiança dos clientes. Muita gente procura por produtos e serviços na internet e até prefere comprar online. Outros utilizam a web para encontrar informações úteis sobre o negócio, como telefone de contato, endereço e pedir orçamentos.

O site funciona como uma vitrine para os clientes conectados. Bem feito, ajuda a vender seu peixe, consolidar a sua marca e a divulgar seus serviços ou produtos. Segundo o Sebrae, somente no Brasil, o número de usuários da internet já ultrapassa os 75 milhões, o que representa 37,8% da população.

Se você acredita que seu público-alvo não utiliza a internet, pode estar enganado. Segundo a pesquisa TIC Domicílios de 2015, a proporção de pessoas que usam a rede é de 97% na classe A, 82% na classe B , 57% na classe C e 28% nas classes D e E. Além disso, o mundo virtual não tem fronteiras físicas: é possível conquistar clientes do mundo todo.

Tendo um site, a empresa fica disponível para esse enorme público, além de competir com quem já tem presença online. Mas para isso, é preciso criar um site bonito e fácil de usar. É possível montar páginas gratuitas ou pagas, de acordo com seu orçamento e necessidades.

O que é um site?

Site, ou website, é um endereço virtual onde estão reunidas informações sobre um determinado assunto. Qualquer pessoa do mundo pode acessá-lo de duas formas: digitando o endereço na barra do navegador ou fazendo uma busca no Google.

Um site empresarial pode reunir informações como propósito da marca, serviços que oferece, endereços da loja física, telefone e email para contato para orçamentos e o que mais for necessário. Por exemplo: se você é dono de uma loja de ferramentas em São Paulo, sua empresa poderá ser encontrada por quem pesquisa “loja de ferramentas em São Paulo” no Google, ou por quem pesquisa pelo próprio nome do negócio, caso seu negócio já seja conhecido.

Condições para criar um site

Para criar um site, sua empresa deve ter conexão com a internet – seja em casa ou no escritório. Além de criá-lo, será preciso fazer manutenção, atualizando as informações quando necessário. Criar um endereço de email para que os clientes entrem em contato com o atendimento também é importante,

Para acessar o site, você deve ter um aparelho com conexão, como um notebook, computador de mesa ou até smartphone. A conexão pode ser via wireless (sem fio) ou via cabo. Como fazer um site exige tempo na frente da tela e também de conexão, é melhor usar a internet de casa, a banda larga, e não a do celular, ou seja, a internet móvel que, normalmente, é limitada.

Como criar um site

1 – Obtenha um domínio

O primeiro passo para montar um site é criar um domínio. O endereço da sua empresa na internet geralmente fica assim: www.nomedaempresa.com.br.

Na hora de fazer o registro, o site irá indicar se o nome que você escolheu está disponível ou não. Afinal, outra pessoa pode ter o escolhido antes, e não podem existir dois domínios iguais na internet.

Se o domínio que você escolheu estiver indisponível, encontre algo próximo, como www.jardimdarosasp.com.br (se a loja fica em São Paulo). O importante é ser fácil de escrever e utilizar no nome da empresa, para que seus clientes a encontrem com mais facilidade.

Ficou com dúvidas? No link ao lado temos um passo a passo sobre como adquirir um domínio na internet ainda mais detalhado.

2 – Hospede seu site em um servidor

Para que seu site fique visível, é preciso hospedá-lo em um servidor. Há empresas que fazem o serviço de hospedagem de site mediante o pagamento de uma mensalidade. Portais como UOL oferecem esse serviço, assim como sites como HDFree, HPG e CriandoSite.

O custo de hospedagem não costuma ser muito alto, girando em torno de R$30 por mês. Mas tome cuidado ao escolher um serviço muito barato, pois ele pode ser mais lento, irritando os clientes. Faça uma boa pesquisa, procure por opiniões e compare os preços.

3 – Ferramentas para criar o site

O seu site precisa ter uma aparência: cores, logotipos, fontes e funções específicas para adicionar imagens e vídeos. Há serviços online, gratuitos ou não, que auxiliam na criação e na edição. Utilizando-os, fica mais fácil dar uma aparência profissional.

Há serviços mais simples, como o Google Sites, que ajudam apenas a criar uma página funcional. Outros, como o WebNode, são mais complexos e permitem a criação de galerias, fóruns para comentários e outros recursos. Locaweb, Yola e Wix são outros serviços similares.

Você mesmo pode tentar construir o seu site empresarial em casa. Dá uma olhada nessas ferramentas que separamos no link ao lado.

Dê atenção ao conteúdo

Após registrar o domínio, cuidar da hospedagem e reunir as ferramentas necessárias para fazer o site, é preciso alimentar sua página na web com conteúdo relevante. No caso de sites empresariais, é preciso concentrar todas as informações mais importantes na primeira página, para que fiquem visíveis e acessíveis a todos os usuários.

Foto: Istock/Getty Images

Informações de contato básicas, como telefone e email, devem estar na primeira página. Logotipo e nome da empresa também, assim como uma pequena explicação sobre o que oferece. Por exemplo, se você tem uma escola de natação para crianças, escreva: “Oferecemos aulas de natação para crianças de zero a 12 anos em piscina semiolímpica. Professores qualificados e método eficiente”.

Na primeira página, trate de dar todas as outras informações necessárias, mas sem detalhar. Em outras páginas você poderá explicar melhor. No caso da escola de natação, por exemplo, crie outras páginas onde explica o método educativo, poste fotos das piscinas e da escola, apresente os professores, grade de horários e valores das mensalidades.

Colocar muitas fotos para ilustrar é sempre importante, pois passa confiança ao cliente e permite que ele tenha uma boa ideia do serviço que presta ou do produto que você vende. Hoje, muita gente prefere sair de casa apenas para de fato comprar a mercadoria ou adquirir o serviço. O usuário quer consumir informações de qualidade no conforto do seu lar, para não sair de casa à toa.

Saiba quantos acessos o seu site está recebendo

Há serviços que permitem avaliar o desempenho de um site para entender quantas pessoas o visitam por dia, quem são esses potenciais clientes e em quais páginas mais entram.

Foto: Istock/Getty Images

O serviço mais famoso é o Google Analytics. Ele mostra o perfil dos visitantes por idade, sexo e localização geográfica. Mostra quais páginas foram mais acessadas e de onde está vindo esse tráfego. É possível medir a quantidade de visitantes que chega ao site pela página da sua empresa no Facebook, buscas no Google, anúncios e assim por diante.

Serviços como o Google Analytics permitem que você conheça seu público e entenda quais serviços ou produtos mais o interessa. Além disso, se o número de visitantes for muito baixo, você poderá fazer alterações no site para que ele se torne mais atrativo.

Gostou das dicas? O que mais você gostaria de saber sobre a criação de sites empresariais? Conte para nós nos comentários!