homens apertando mãos com óculos e caneca na mesa
Permuta é quando você aceita ou oferece como parte do pagamento um produto ou um serviço que vai beneficiar ambas as partes. No mundo do empreendedorismo, isso significa que você pode trocar produtos e serviços com outra empresa sem usar dinheiro. A permuta é uma boa alternativa em tempos de crise econômica: você pode conseguir o que deseja sem gastar nenhum tostão por isso. E também oferecer algo que não usa mais como parte do pagamento.

No entanto, é preciso ter cuidado e atenção antes de efetuar uma permuta. Em primeiro lugar, cheque se o produto oferecido na troca tem realmente utilidade para o seu negócio. Se não, a chance daquilo se tornar um “peso morto” é grande e pode mais atrapalhar do que ajudar. Se você tem um salão de beleza na sua casa, por exemplo, trocar um pacote dos seus serviços por um sofá usado, mas em bom estado, pode ser interessante se você não tem um para receber as clientes.

Ao fazer a permuta também é importante pensar se é possível transformar em dinheiro o que você trocou. Uma boa permuta traz mais lucro para a sua empresa. Se com o sofá você cativou mais clientes, que preferem esperar do que ir embora, por exemplo, você já está no lucro.

Antes de oferecer e aceitar uma permuta, acerte todos os detalhes pessoalmente, por telefone ou por e-mail. Peça informações sobre o bem ou o serviço que será oferecido nesta troca e calcule o tempo de vida útil que aquilo trará para você ou para o seu negócio. Deixe tudo bem amarrado para que não haja arrependimentos ou que a troca estrague a relação entre os interessados. Lembre-se: o que você tem de mais importante agora é o seu nome e o de sua empresa e, portanto, não faça nenhuma permuta que possa prejudicá-los.

A permuta beneficia a todos

Vamos imaginar agora que você tem uma loja de roupas, precisa vender toda a coleção outono-inverno e não consegue. Que tal doar parte desse estoque como permuta para uma empresa que possa, em troca, oferecer serviços de faxina ou um novo sistema de segurança? Com o dinheiro que você certamente vai economizar poderá, por exemplo, investir na nova coleção primavera-verão.

Informe-se sobre redes de permuta de confiança, que outros amigos ou empreendedores já tenham utilizado e gostado. É bom ter alguém que faça essa intermediação na troca para garantir que ninguém saia perdendo. Algumas empresas de permuta trabalham inclusive com um sistema chamado de Unidades de Permuta (UPs), que são créditos recebidos em troca dos produtos ou serviços. Assim, você não precisa necessariamente trocar algo com uma única empresa: pode ganhar algo de uma e pegar outra coisa de outra. A dona de uma academia, por exemplo, ganhou cadeiras para a piscina. A empreendedora que doou as cadeiras utilizou o crédito que recebeu para imprimir material em uma gráfica parceira. E assim por diante.

Então, antes de começar a trabalhar com permuta, analise bem o que você pode oferecer e o que você está realmente precisando. Ah! E não se esqueça de emitir nota fiscal, pois de acordo com a legislação brasileira, os impostos e tributos para vendas em permuta não são diferentes das vendas que envolvem dinheiro. Além de ser um ótimo negócio, por meio da permuta você ainda pode aumentar o seu networking e brilhar muito mais!