compra de passagens aéreas

No Brasil, viajar de avião ainda não é para todo mundo. Os altos preços e as poucas condições de pagamento disponíveis, que normalmente exigem que os compradores tenham cartão de crédito para parcelar, condicionam o brasileiro a viajar pouco de avião e as vezes até a encarar longas distância de ônibus. Mas um negócio inovador, fundado em 2009, está mudando o cenário de compra de passagens aéreas no mercado nacional.

A Vai Voando oferece condições mais acessíveis, atingindo um público que só costuma viajar de ônibus. O diretor Luiz Andreaza explica que a empresa criou um sistema pré-pago, no qual o cliente pode comprar a passagem com até um ano de antecedência e parcelar o pagamento em várias vezes, inclusive no boleto.

Compra de passagens aéreas sem burocracia

O modelo da Vai Voando funciona semelhante ao tradicional, mas a quantidade de parcelas disponíveis depende da antecedência. Quanto mais o cliente se programar, mais opções terá. “Pessoas que viajam em cima da hora terão menos opções de parcelamento. Se quiser parcelar em mais vezes, deverá pagar no cartão de crédito”, afirma Luiz.

“O cliente vai até uma agência da Vai Voando, consulta o dia em que pretende viajar e vê as opções disponíveis, como preços e companhias aéreas”, diz. “O número de parcelas depende de quanto tempo falta para a viagem acontecer. Se a passagem está marcada para daqui a 10 meses, poderá parcelar em até 10 vezes. Se está marcada para daqui a seis meses, poderá parcelar em até seis”, explica.

A principal vantagem oferecida pela Vai Voando é poder parcelar no boleto sem precisar comprovar renda ou nome limpo no SERASA/SPC. Também não é preciso ter conta em banco. Para Luiz, a principal vantagem é estimular a educação financeira do seu público. O cliente vai pagando a passagem aos poucos e não se endivida, pois quando vai viajar, o valor já foi quitado. Comprar no impulso usando o cartão de crédito pode ter o efeito inverso, já que a dívida continua após a viagem. Além disso, atrasar o pagamento da fatura significa pagar altos juros ao banco.

Vai Voando é negócio de nicho

A Vai Voando não veio ao mercado para competir com plataformas como “Decolar” e “Viajanet”, focadas na venda de passagens online. O objetivo da empresa é apresentar uma opção acessível para as classes mais populares. Por isso, só há agências instaladas em comunidades, regiões periféricas e favelas, como Paraisópolis (São Paulo) e Rocinha (Rio de Janeiro).

O modelo de pagamento por carnê já é utilizado por outros nichos de mercado, como a venda de eletrodomésticos. No turismo, isso é uma novidade. Luiz conta que a Vai Voando identificou essa necessidade em 2009, quando as classes C e D estavam adquirindo maior poder econômico e sonhando em viajar mais de avião.

Além disso, a empresa identificou outra necessidade desses grupos: viajar para longas distâncias. Segundo o diretor, boa parte das pessoas que vivem na região sudeste do país (São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo) não nasceram ali. Para visitar a família, precisam viajar de ônibus até as regiões Nordeste ou Norte.

“Em um país continental como o nosso, são realizadas 30 milhões de viagens interestaduais por ano, saindo de São Paulo para Fortaleza ou Recife, por exemplo. Temos um mercado aéreo totalmente avesso a atender esse público”, explica. “Não há formas de pagamento democráticas e nem agências de viagens em locais acessíveis. A maioria das lojas que vendem passagens aéreas ficam dentro de shoppings, com uma foto da Torre Eiffel na vitrine. Isso já afasta”, argumenta.

É possível comprar passagens aéreas pelo site da Vai Voando, mas as condições oferecidas não são as mesmas. Para conseguir descontos, vantagens de pagamento ou adquirir pacotes que incluem hotel, é preciso ir até uma agência física.

Como  abrir um agência da Vai Voando

A Vai Voando trabalha com revendedores que abrem pontos físicos nas comunidades onde vivem. Para abrir uma agência da Vai Voando, é preciso ter o ponto físico e o CNPJ empresarial, como o MEI. O interessado também irá passar por uma entrevista simples e, em seguida, por um treinamento oferecido pela empresa.

Luiz explica que é possível abrir o ponto físico em praticamente qualquer lugar. Há casos de donos de papelaria que abriram uma lojinha no fundo do estabelecimento para vender as passagens. Hoje, a agência da Vai Voando já é maior do que a própria papelaria.

A Vai Voando privilegia indivíduos que moram dentro das comunidades ou favelas. Saiba aqui como se candidatar.