Ayah Bdeir
O espaço das mulheres em áreas relacionadas à tecnologia e engenharia sempre foi reduzido. Mas essa realidade está mudando e uma das responsáveis é Ayah Bdeir. A canadense é criadora da LittleBits, uma empresa de módulos eletrônicos que podem ser unidos por meio de imãs.
A invenção da empreendedora funciona como Lego: ao unir os módulos eletrônicos, é possível criar novas invenções, como brinquedos interativos e pequenos robôs. Os LittleBits são vendidos em kits que custam entre US$99 (R$324 na cotação atual) e US$1779.95 (R$5.840 na cotação atual). Que sucesso, não é mesmo?

Ayah Bdeir e a democratização da tecnologia

Ayah é de origem libanesa, mas nasceu em Montreal, no Canadá, em 1982. Cresceu frequentando aulas de programação e brincando com conjuntos de química e kits de eletricidade. No início dos anos 2000, foi cursar engenharia na Universidade de Beirute, nos Estados Unidos.  Na sua opinião, o curso era monótono.  Mas como era muito boa em matemática e ciências, seus pais a encorajaram a continuar.
Seu objetivo era misturar a seriedade das exatas com um pouco de criatividade e, quem sabe, artes. Seu sonho começou a se concretizar quando fez um mestrado no Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), também nos Estados Unidos. Lá, deu os primeiros passos para trabalhar com “ciência criativa”.
Depois que concluiu os estudos, Ayah passou quatro anos desenvolvendo os “legos eletrônicos”. Em setembro de 2011, fundou a LittleBits para “tornar a ciência divertida” e democratizar o acesso à tecnologia. Sua intenção é encorajar crianças e adultos a se interessarem por tecnologia sem precisar de treinamento algum.
Além de ser uma engenheira reconhecida, a empreendedora conquistou seu mérito por levar a tecnologia para o dia a dia de pessoas que nunca sonharam ser capazes de criar um produto eletrônico. Os bloquinhos são identificados por cores: os módulos de energia são azuis, as saídas são verdes e as entradas são rosas. Quando unidos, ativam luz, som e movimento.
Os kits são vendidos por preços salgados, mas Ayah tomou uma atitude para facilitar o acesso: ela disponibiliza uma biblioteca “open source”, o que significa que qualquer pessoa pode entrar nos registros e entender como criar seus próprios LittleBits. Quem tiver novas ideias também pode acrescentá-las ao acervo.
A empreendedora é considerada uma das líderes do Movimento Maker, que incentiva os indivíduos a criarem e consertarem seus próprios objetos, e participa de diversas discussões no campo da tecnologia. Em entrevistas, costuma falar sobre sua condição feminina na tecnologia. Por ser mulher, muita gente não a leva a sério. Mas ela não se abala. Faz o melhor trabalho que pode, ignora quem não a reconhece e incentiva outras potenciais engenheiras e cientistas a fazerem o mesmo.
A lista de prêmios de Ayah é extensa. Em 2013, entrou na lista das “pessoas mais criativas em negócios” da revista americana Fast Company. No ano seguinte, foi nomeada um dos “25 fabricantes que estão reinventando o sonho americano”, pela revista Popular Mechanics. A lista continua e ainda inclui palestras pelo mundo todo — inclusive no TED, programa movido por voluntários que compartilha depoimentos de pessoas inspiradoras.
Veja sua
palestra
, com a opção de ativar a legenda em português.