Todo negócio é influenciado por fatores externos, como clima e datas comemorativas, que podem aumentar ou diminuir o número de vendas ou a contratação de serviços durante um período do ano. Isso é a sazonalidade.

Uma loja de sorvetes, por exemplo, irá vender muito no verão, mas poderá ter queda nas vendas durante o inverno. Ao apostar nesse tipo de negócio, é importante que o empreendedor pense em formas de lucrar também mesmo nos meses mais frios. Pode apostar na venda de outros doces durante esse período, por exemplo.

Outro exemplo são as lojas de brinquedo. Elas tendem a vender muito no Dia das Crianças e no Natal, então lojistas que trabalham na área devem preparar o estoque e se certificar de que há funcionários suficientes para atender durante essas datas.

Já quem é dono de uma cantina escolar fatura muito durante o ano letivo, mas fecha durante as férias. Os funcionários contratados com carteira assinada devem continuar recebendo salário durante esse período. O dono deve economizar e se planejar para conseguir pagar as contas mesmo fora da época de aulas.

Como usar a expressão sazonalidade:

Exemplo 1
O Natal está próximo e muitas clientes querem marcar horário no meu salão de beleza para fazer as unhas. Estou pensando em contratar manicure extras nesse período para atender essa sazonalidade.

Exemplo 2
Como o inverno está chegando, vou organizar um bazar no meu bairro para vender casacos, gorros e cachecóis de lã que eu mesma fiz e aproveitar a sazonalidade.