RPA é a sigla para Recebimento de Pagamento Autônomo. É um documento emitido para o pagamento de profissionais autônomos ou liberais. O documento deve ser emitido por quem faz o pagamento. O prestador de serviço só pode aceitar caso não tenha vínculo empregatício com a empresa para a qual fez o trabalho, que deve ser de curta duração.

O RPA é uma alternativa normalmente procurada quando o prestador de serviços não tem uma empresa aberta capaz de emitir notas fiscais para o contratante. O documento incide em tributos como INSS e IRRF e, em alguns casos, o ISS.

Como usar a expressão RPA:

Exemplo 1
“Fiz o serviço para a empresa e eles emitiram uma RPA para mim porque a minha empresa ainda não estava totalmente formalizada”.

Exemplo 2
“Precisaremos de um freela para isso. Podemos emitir um RPA para ele”.