O termo “gourmet” vem da gastronomia e está relacionado aos pratos e alimentos mais nobres, com ingredientes raros ou apresentações diferentes. Não significa que o produto é melhor, apenas fora do comum – o que abre espaço para empreendedores cobrarem mais caro por ele.

Nos últimos anos, tem se falado muito sobre a “gourmetização” da gastronomia. O fenômeno saiu dos restaurantes chiques e se estendeu para bares e carrinhos que vendem comida de rua, como os “food trucks”. Empreendedores criam novos sabores ou apresentações para pratos tradicionais com o objetivo de atrair clientes curiosos, além de ganhar mais elevando o preço e vendendo uma “novidade”. Pipoca com sabores exóticos, paleta mexicana, bolo de banana com flor de sal, brigadeiro de chocolate belga e hot dog com curry e batatas coradas são bons exemplos.

Como usar a expressão Gourmet:

Exemplo 1
“Criei uma receita de churros gourmet, com recheio de doce de leite argentino e cobertura de confeitos coloridos”

Exemplo 2
“Vou começar a vender ração gourmet no meu pet shop, pois quero atingir um público com maior poder aquisitivo.”