Funil de vendas é uma termo bastante usado por quem pratica o marketing de atração, ou seja, estratégias para atrair a atenção das pessoas. Como o nome sugere o funil de vendas é uma prática que consiste em acompanhar seu cliente do momento em que ele descobre seu produto ou seu serviço, até o momento da compra ou de fechar o negócio.

É um modelo que mostra cada etapa seguida pelo seu consumidor. Vamos imaginar que você tem uma loja que vende camisetas na internet. Alguém que não está procurando pelo seu produto e sequer conhece a sua loja está no topo do funil. Um usuário que vê a sua página no Facebook enquanto está lendo a sua própria timeline pode ser um exemplo de pessoa que está no topo do funil, porque ela não tem consciência sobre sua necessidade de comprar uma camiseta, por exemplo. E é exatamente por isso que você precisa pensar em uma estratégia de marketing para atrair esse potencial consumidor para o meio do funil: seja com uma promoção nas redes sociais ou mesmo com uma comunicação divertida.

Dizemos que o cliente está no meio do funil quando ele descobriu alguma necessidade como, neste caso, comprar um presente para alguém. É normalmente nessa etapa que o cliente compara preços e opções de produtos ou serviços, inclusive analisando o que o seu negócio tem a oferecer. Munido de informações sobre a sua empresa ele passa para o fundo do funil, onde ele compra a camiseta, por exemplo.

Como usar a expressão funil de vendas:

Exemplo 1
“Vou contratar alguém para me ajudar com as redes sociais. Eu sei que são canais importantes para ganhar o cliente lá no início do funil de vendas.”

Exemplo 2
“Criei um WhatsApp apenas para atender os clientes que estão no fundo do funil de vendas e precisam tirar dúvidas no momento da compra.”