É pensar não apenas no lucro, no próprio bolso, mas também no que é vantajoso para o mundo como um todo. As empresas que praticam o Capitalismo consciente, como Starbucks, The Body Shop e Whole Foods Market, acabam cultivando uma relação de confiança com a clientela e com as pessoas de maneira geral, o que torna seus negócios saudáveis, duradouros e lucrativos. Mas isso precisa fazer parte de fato da cultura da empresa. Só consegue praticar Capitalismo consciente quem tem de fato a consciência de que o mundo empresarial é importante para a sustentabilidade do planeta.

Como usar:

Exemplo 1
“Eu quero ser uma empresária bem-sucedida, mas sem praticar Capitalismo selvagem. Não quero que ninguém seja prejudicado para eu ganhar dinheiro na vida. Só acredito no Capitalismo consciente.”

Exemplo 2
“Pratico Capitalismo consciente: tomo minhas decisões de acordo com o meu coração, com a minha moral e com a minha ética. Jamais venderia a minha alma para alavancar as vendas do meu negócio.”